Patrimônio Cultural e Histórico: Uma Rede Viva!

Morro Reuter

Localizada na Encosta Inferior Nordeste, ao norte de Dois Irmãos, Morro Reuter situa-se num pequeno altiplano, num ponto privilegiado pela natureza, pois de seus morros se descortina uma impressionante e encantadora paisagem.
Antes da chegada de imigrantes alemães, viviam na região indígenas que se abrigavam em cavernas e cujos restos de cerâmica no início do século ainda eram abundantemente encontrados.
As inscrições deixadas nas cavernas, lamentavelmente, segundo relatos de antigos moradores, teriam sido destruídas na tentativa de encontrar ouro.
Em 1829 chegaram à região de Dois Irmãos os primeiros imigrantes que, poucos anos após, colonizariam a atual Morro Reuter, denominação derivada de um de seus primeiros moradores, da família Reuter.
Em 1872, o imigrante João Wagner, nascido em 1826 na região de Trier, na localidade de Weiskirchen, fundou a primeira Escola Particular de Morro Reuter.
Em 1888 foi inaugurado o salão com casa comercial de Albino Sperb. Na mesma época era construído o Salão Wolf, hoje pertence a família Chartiot, que a transformou num centro cultural.
João Wagner, emérito professor e grande colaborador com os jesuítas encarregados da Assistência Religiosa à população, após 41 anos de magistério, entregou o posto a Alfredo Wiest, vindo a falecer aos 87 anos de idade, em 1 de abril de 1913. Em sua homenagem foi instalada a Escola Estadual de Ensino Médio João Wagner.
Este bravo pioneiro é homenageado hoje denominando a Escola Estadual local (E. E. João Wagner).  
Nos anos 70, com a construção da BR/101 e a rodovia São Vendelino (que desviaram o fluxo de veículos para essas rodovias), Morro Reuter sofreu um período de estagnação que terminou, nos anos 80, com a instalação de indústrias de calçados e a conseqüente vinda de imigrantes, que deram novo impulso a economia local, bem como a atividade social, cultural, e esportiva.
A origem do nome do município é uma homenagem aos primeiros moradores do local, a família "Reuter" numa elevação ao "Morro".
 
(Fonte: Secretaria da Cultura de Morro Reuter)

Valorize

A Valorize Assessoria em Turismo, Cultura e Educação está no mercado com a finalidade de auxiliar gestores públicos e privados no desenvolvimento de projetos e ações que promovam o produto turístico e cultural de forma inovadora.

Saiba mais

O Projeto

O projeto "Patrimônio Cultural e Histórico: uma rede viva!!!" visa conectar pontos de pesquisa e valorização do patrimônio cultural e histórico, material e imaterial, de 14 municípios das regiões do Vale dos Sinos, Paranhana e Serra Gaúcha.

Saiba mais

Financiamento

Realização